AMUPLAM

Município de Augusto Pestana


  • Endereço: Rua da República, 96, Augusto Pestana/RS
  • Telefone: 55 3334 4900
  • E-mail:
  • Site: http://www.pmaugustopestana.com.br

Dados Gerais

Criado pela Lei Estadual nº 5.053 de 17/09/1965

Data da Instalação do Município: 14/05/1966

Município que originaram: Ijuí , Cruz Alta e Santo Ângelo

Altitude: 483 m

Zona: Planalto Médio na Região Noroeste do Estado

Associação de Municípios: AMUPLAM

Longitude: -53,992

Latitude: -28517

Área em (km2): 331,44

Distância da Capital: 424 km

População: 7.273 habitantes

Microrregião: Colonial Ijuí

Região Geográfica: Sul

Mesorregião: Noroeste Riograndense

Densidade Demográfica: 23,25 hab/km2

PIB/Per capta: 8.210,01

Acesso: pela RS 522 a 13 km da BR 285

Limites: Norte - Ijuí, Sul - Jóia, Leste – Boa Vista do Cadeado, Oeste – Eugênio de Castro e Coronel Barros


Distâncias e Acessos

O acesso principal do município de Augusto Pestana é pela Rodovia Estadual RS 522, cuja inserção com a BR 285 faz a ligação com a cidade de Ijuí. As distâncias do município em relação as principais cidades regionais e a capital do Estado são as seguintes:

Ijuí: 15 km

Jóia: 21 km

Cruz Alta: 45 km

Porto Alegre: 424 km

Santo Ângelo: 54 km

Área Física

Área Total do Município: 347,44 km²

Área da zona urbana da sede municipal: 182,38 hectares (1,82 km²)

Número Oficial de Bairros: 02

Área da zona urbana do distrito Vila Rosário: 16,1 hectares (0,16 km²)

Área da zona rural do município: 345,46 km²

Fontes: IBGE 2000/2001 e Prefeitura Municipal

Bacia Hidrográfica

Bacia do Rio Ijuí (U90), na Região Hidrográfica do Uruguai

Distritos

Distrito de Vila Rosário

Aspectos Demográficos

A população de Augusto Pestana, de acordo com o último censo, é de 7.273 habitantes, sendo que 60% ainda vive no meio rural. O índice de desenvolvimento humano de 0,786 sendo um índice considerado alto em uma escala de 0 a 1. A composição étnica se constitui de 50% de origem alemã 40% de origem italiana e 10% de origem nativa da região da campanha. A formação étnica, basicamente de imigrantes alemães e italianos, somada às demais, confere ao município características culturais em seus hábitos e costumes de grande riqueza, como o espírito empreendedor, a vontade de trabalhar e inovar.

Aspectos Geográficos

A organização do espaço do município de Augusto Pestana é resultado de uma série de fatores históricos, sociais, econômicos, culturais e naturais. Estes fatores estão em constante movimento tornando o espaço geográfico altamente dinâmico.

Aspectos da Fauna

Através de levantamentos realizados para elaboração do Plano Ambiental do município, foi constatada a ocorrência de espécies típicas dos diversos ecossistemas encontrados no município, dentre as quais destacamos as aves aquáticas que vivem à beira de açudes, rios, banhados e várzeas, como as garças, as saracuras, a jaçanã e a galinhola. Nas matas densas, ainda preservadas, verificamos a presença de espécies como os pica-paus, alma de gato, borboletinha do mato, canário da terra, sábias, bem-te-vis e diversas outras. Nas áreas abertas, formadas por campos, lavouras e áreas urbanizadas, verificou-se a ocorrência de rabo-de-palha, anu-preto, pica-pau-do-campo, quero-quero, cardeal, joão-de-barro, entre outras. Como destaque para a avifauna, citamos a ocorrência do Tucano-do-bico-verde (Ramphastos dicolorus), espécie de rara beleza que freqüenta, em bandos, a área urbana do município, visitando exemplares de figueira nativa e outras espécies da flora com o objetivo de alimentar-se dos frutos destas árvores.

Os anfíbios mais encontrados no município de Augusto Pestana são compreendidos pelos sapos, rãs e pererecas.

Outros animais que podemos encontrar no município: Aranha-armadeira, Aranha-marrom, Tarântula ou aranha de grama, Caranguejeira, Centopéias ou lacraias, Jararaca, Cobra – cipó, Coral – falsa , Cobra – verde, Cobra - cruzeira.

Aspectos da Flora

O município de Augusto Pestana integra, com demais município, a Região Fitoecológica da Floresta Estacional Decidual, que ocupa a maior parte da vertente sul do planalto das Araucárias (Serra Geral) e as áreas de relevo ondulado da bacia do Rio Ijuí e seus afluentes, no Planalto Médio do Rio Grande do Sul.

Aspectos do relevo e solos

Tem uma topografia composta com 10% de área plana, 86% de área ondulada e 4% de área acidentada. O solo é do tipo lato (roxo), argiloso e de ótima qualidade para agricultura.

Aspectos Hidrográficos

Na rede hidrográfica o município possui como principais e maiores rios, o Rio Ijuizinho e o Rio Conceição, ambos servindo como limítrofes ao Norte e ao Sul. O município ainda é irrigado por cursos d’água como os riachos Leal, Grande, Marmeleiro, Ferreira, Guilherme e outros menores.O Município pertence ao Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Ijui, na Região Hidrográfica do Uruguai. (em Anexo Mapa Físico do Município).

Aspectos Climáticos

O clima é subtropical úmido com chuvas relativamente bem distribuídas, com um regime pluviométrico médio de 1500 mm/ano.

Aspectos Econômicos

Conhecido como o Recanto da Produção, a economia municipal é baseada na produção primária, com 95% da área mecanizável. A atividade primária se dedica à produção de grãos como soja, trigo e milho, pecuária leiteira e de corte, psicultura, hortigranjeiros e floricultura, despontando atualmente o cultivo do fumo, amendoin, alho e cana-de-açúcar parreiras e pepino. Com o incentivo da Administração Municipal estão surgindo as agroindústrias familiares que utilizam a matéria-prima produzida no município como a de cachaça, de vinhos, rapaduras, frutas cristalizadas e geléias, queijos, erva-mate e panificados, que colocam o município em destaque a nível regional. O número total é de cerca de 1.784 propriedades rurais, predominando a pequena propriedade com módulo de até 20 hectares.

Destacam-se ainda: o comércio, a indústria, o artesanato e prestação de serviços, fábricas de móveis, olarias, ervateiras, empresas de transporte, em especial para as de confecção de vestuário que estão crescendo extraordinariamente, gerando novos empregos e divisas ao município.



Notícias relacionadas:

21 de setembro de 2016 - 08:55 horas
11h55
Produtores e entidades discutem Futuro da produção leiteira regional

Produtores e entidades discutem Futuro da produção leiteira regional

A discussão sobre o futuro da cadeia produtiva do leite foi pauta de encontro promovido no Sindicato Patronal Rural de Ijuí na manhã da última segunda-feira, 19.